Uso do Laser na Odontologia

USO DO LASER NA ODONTOLOGIA

Laser na Odontologia

 

A luz laser atua em diversos tecidos de forma seletiva e seus benefícios são obtidos pela absorção da sua energia pelo tecido. Dentro da Odontologia, são muitas e variadas as aplicações do laser, e esse leque de possibilidades é viável pois ele pode ter diferentes comprimentos de onda, com diferentes características e comportamentos.

Os equipamentos para uso odontológico estão divididos em lasers de alta e de baixa potência.

O laser de baixa potência pode ser usado em analgesia, reparação tecidual (biomodulação), redução de edemas, efeito anti-inflamatório, diminuição da sensibilidade após preparo cavitário e da hipersensibilidade dentinária, dentre outras coisas.
Seus principais usos são:

- Tratamento periodontal: Atua na redução microbiana local, além de ter ação analgésica, anti-inflamatória, reduzir do edema e melhorar a cicatrização.

- Tratamento de lesões da mucosa oral: Em lesões como o herpes labial, aftas, ulceras traumáticas, quilite angular e estomatite, ajuda na redução da sintomatologia dolorosa, redução da inflamação e na reparação tecidual mais rápida, trazendo conforto ao paciente.

- Hipersensibilidade dentinária em lesões não cariosas: Devido aos seus efeitos analgésico, anti-inflamatório e de regeneração tecidual, contribui para a redução imediata da intensidade da dor e posteriormente produz uma dentina terciária, promovendo selamento dos canalículos.

- Cirurgia em tecidos moles:  Analgesia, biomodulação, diminuição do edema e modulação do processo inflamatório

- Mucosite oral: É encontrada em aproximadamente 40% dos pacientes que são submetidos a quimioterapia e em quase 100% dos pacientes submetidos à radioterapia na região de cabeça e pescoço, apresentando-se em graus variáveis, além de ser a complicação mais comum em pacientes submetidos a transplante de medula óssea. Essas lesões podem levar a internações hospitalares mais prolongadas e afetam o planejamento do tratamento oncológico. Caracteriza-se por condição inflamatória que se manifesta na mucosa do trato gastrointestinal e da cavidade oral, através de eritema, ulceração, hemorragia, edema, dor, aumentam o risco de infecção local e sistêmica, e comprometem a função oral. O tratamento com laser é eficaz tanto na prevenção como no tratamento da mucosite oral. Auxilia no alívio na dor, na aceleração da cicatrização das lesões e na prevenção delas, devendo ser aplicado em todas as fases da mucosite oral, e também antes do início do tratamento com quimio ou radioterapia.

- Disfunções da ATM: As disfunções que acometem a articulação temporomandibular causam muita dor e desconforto no paciente, o que pode ser bastante controlado com a ajuda da laserterapia.

- Parestesia e paralisia facial: Causadas por uma lesão e doença dos nervos, a parestesia e a paralisia facial, respectivamente. Os lasers de baixa potência ajudam na reparação das estruturas nervosas, devolvendo a sensibilidade.
Nevralgia do trigêmeo- A nevralgia do nervo trigêmeo causa uma dor aguda e desconfortável. O laser de baixa potência,devido à sua ação analgésica, é uma boa opção.

Ortodontia- pode ser usado na colagem e descolagem de braquetes, para alívio da dor após ativação ortodôntica e reparação óssea após a expansão rápida da maxila.

Agendar Consulta

Ou preencha o formulário, que entraremos em contato!

WhatsApp chat

Phile Odontologia Ltda. - CROSP-CLM 8869 - Responsável Técnico Juliane T. Chaves Uyeda - CROSP 84555

© 2019 - Copyright Phile Odontologia.Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Say Comunicação